O Clube de Campo conta com um programa de gestão ambiental que inclui entre suas ações a implantação de paisagismo e manutenção de áreas verdes, em convênio celebrado com o Poder Municipal. Também há a produção de composto orgânico utilizando o material resultante de podas realizadas na manutenção das áreas ajardinadas. Os restos de poda são triturados e decompostos, transformando-se em adubo natural para utilização nos canteiros.

Além dessas ações, dentro da programação ambiental, também se realiza a coleta e separação de resíduos recicláveis, o que vem a contribuir com a redução do volume de material descartado destinado ao aterro sanitário municipal.

Os materiais são recolhidos e separados pelos funcionários e estocados de maneira adequada, até sua comercialização.

No ano de 2018 foram coletadas e separadas quase cinco toneladas e meia de resíduos, de acordo com as categorias: papelão, PET, plásticos diversos, latas, vidros e sucatas, resultantes de materiais utilizados nas oficinas e manutenção das instalações.

  • Clube de Campo segue reciclando
  • Clube de Campo segue reciclando

O maior volume é composto por papelão, proveniente de diversas fontes, como embalagens, por exemplo. No entanto, o maior peso bruto fica por conta do vidro, já que esse material é mais pesado. O volume separado de vidro provém, basicamente, de garrafas de bebidas, descartadas durante eventos sociais e festas.

Até o mês de fevereiro de 2019 já foram separados quase 1.800 quilos de materiais recicláveis e a maior parte – mil quilos – são provenientes da coleta de vidro, continuando a seguir um padrão semelhante ao do ano passado.

Os gráficos anexos mostram os valores em peso por categoria e a porcentagem que cada uma ocupou no volume total coletado no ano passado.

  • Clube de Campo segue reciclando
  • Clube de Campo segue reciclando